strtotime() - Pode ajudar?

  • PHP
  • August 3, 2006

Volta e meia recebo emails onde vejo perguntas de “Como somar X dias a uma data?”, “Como descubro quando é a próxima quinta?”, e muitas outras assim. Me assuto ao ver respostas enormes com códigos que fazem de tudo, até calcular dias levando em conta um algoritmo maluco q determina ano bisexto… não entendo porque complicar tanto.

A função strtotime() esta ai para isso, nesse posto vou apresentar ela e mostrar casos simples de uso onde ela é muito eficaz. Além de verificar a performance da função utilizando um benchmark simples.

Qual é o segredo da função strtotime? É simples, a função aceita uma string, no formato “US English date”, e realiza um parse nela transformando em um timestamp. Esta capacidade amplia o horizonte de funcionalidade da strtotime() tornando possivel a soma de datas, obtenção de dias específicos e inumeras outras funcionalidades.

Ela recebe dois parametros, time e now: time - String de acordo com o padrão de datas GNU now - timestamp de referencia

Como usar?

A função pode ser usada somente com o parametro time, mas a presença do parametro now faz com que este data seja o marco de referência da função, vou exemplificar com alguns exemplos:

< ? //Pegar a hora agora echo strtotime("now");

//Usando uma data textual echo strtotime("10 September 2000");

//Adicionar um dia echo strtotime("+1 day");

//Adicionar uma semana echo strtotime("+1 week");

//Adicionar uma semana, dois dias, quatro horas e dois segundos echo strtotime("+1 week 2 days 4 hours 2 seconds");

//Buscar por dia da semana, próxima quinta echo strtotime("next Thursday");

//Buscar por dia da semana, última segunda echo strtotime("last Monday");

//Pegar data de hoje e adicionar 10 dias $now = strtotime("now"); echo strtotime("+10 day",$now);

?>

Vale notar a sintaxe “+3 day” onde o sinal “+” e o número devem estar colados e o “day” (dia) no singular. Isto pode causar alguns transtornos como já apreceram na lista php-pt que participo.

Não sei se isso ajuda muitos, mas realmente é melhor que se entregar a funções que são de certa forma “engessadas” em relação ao formato de entrada da data, ou classes complexas que adicionam dezenas de linhas de codigo.

Vale também resaltar a utilidade desta função na interpretação de data vindas do MySQL Como sabemos, datas do MySQL estão no formato “YYYY-MM-DD”, e para formatar esta data com a função date, strftime ou mktime precisamos fazer um trabalho extensivo de substrings para ajeitar a data. Alás que com esta função podemos fazer isso rapidamente, obeserve: ```php < ? //$data_do_db possui uma data vinda do MySQL echo date(’d/m/Y’.strtotime($data_do_db)); ?>


Na minha cabeça a essa altura só me restava uma reflexão sobre a performance desta função em relação a outras soluções. Por isso primeiro fiz um benchmark eu mesmo e o resultado foi este:

Código: ```php
//Com função $dataInicial = "01/08/2006 08:04:20"; date("d/m/Y H:i:s", dateAdd($dataInicial, +15, "dia"));

//Com strtotime $dataInicial = "01/08/2006 08:04:20"; date("d/m/Y H:i:s", strtotime("+15 day",strtotime($dataInicial)));
``` **Executando 100 vezes Benchmark função: 0.000267641544342 Benchmark strtotime(): 0.000428168773651**

Confesso que não era o que eu esperava, uma diferença de 0.0002 a mais em relação a uma função "custom", por isso fui procurar algo fora do lugar. Me dei conta que partindo da data acima é necessário rodar a função strtotime duas vezes, por isso decidi repetir o teste com um timestamp no lugar da data. Desta vez ficou clara a performance melhor da função strtotime(), pois para transformar o timestamp no formato usado pela função temos que executar a função date primeiro.

**Usando Data textual Executando 100 vezes Benchmark função: 0.000275664329529 Benchmark strtotime(): 0.000425822734833

Usando timestamp Executando 100 vezes Benchmark função: 0.000400955677032 Benchmark strtotime(): 0.000323491096497**

Código do benchmark: [aqui](http://blog.rafaeldohms.com.br/myprojects/codeexamples/bench_strtotime.phps) Runtime do benchmark: [aqui](http://blog.rafaeldohms.com.br/myprojects/codeexamples/bench_strtotime.php)

Bem, mesmo com a performance mais baixa no caso da data textual, que se deve ao processo de parse da string, a facilidade no uso da função é claramente superior, simplificando o código e diminuindo o numero de linhas de código.

Fica entao para vocês a decisão, simplicidade e flexibilidade ou formato engessado e performance?
Tags:
comments powered by Disqus

Related Posts

Diggs

Diggs

  • September 19, 2006

Escrevo hoje com um profundo ar de orgulho e inspiração. Este fim de semana um antigo artigo (Um estudo em RSS - Parte 1: XML DOM ) meu traduzido para o inglês foi submetido ao site www.

Read More
Adding text to images in real time with PHP

Adding text to images in real time with PHP

  • February 12, 2008

Using PHP and the GD library the task of manipulating images, editing them and even adding text before presenting it to the user becomes a simple feat.

Read More
ZendCon 08: Day 3

ZendCon 08: Day 3

  • September 19, 2008

So, Day 3 begins, sorry for the delay, but day 3’s night was spent with ZCE studying and Yahoo partying, so here we go.

Read More